Home / Educação / [AL] Sinteal e profissionais vigias realizam protestam na Seduc contra a Circular Nº 07/2019

[AL] Sinteal e profissionais vigias realizam protestam na Seduc contra a Circular Nº 07/2019

2019 07 01 GIROSINTEAL

Nesta segunda-feira (1º/07), profissionais vigias da rede pública estadual de Educação, de Maceió e do interior, estão acampados, com o apoio da Sinteal, em frente à sede da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), realizando um protesto contra a decisão do Governo do Estado, através da Circular Nº 07/2019, que acaba com o trabalho noturno nas escolas, no período das 22 horas até as 06 horas da manhã, e cobrando uma reunião, ainda hoje, com o secretário Luciano Barbosa para expor os graves prejuízos que a categoria vai sofrer com esta medida de governo.

Publicada sem a necessária e democrática discussão com o Sinteal e com os/as trabalhadores/as da segurança escolar, a Circular Nº 07/2019, caso posta em prática, irá causar prejuízos extremamente sérios, numa escalada de situações que vão da desestruturação das finanças dos/as profissionais vigias e de suas famílias (haja vista que muitos desses/as servidores/as, muitos atuando há mais de 20 anos na área, têm o adicional noturno incorporado aos salários) até a inevitável ameaça de roubos e de vandalismo ao patrimônio físico das escolas.

O fato de a Seduc já ter afirmado que irá substituir a segurança humana pela segurança eletrônica, ou seja, a utilização apenas de câmeras no período de 09hs sem profissionais vigias (das 22hs às 06hs) nas escolas, foi criticado na manifestação de hoje, a ponto de um vigia ter perguntado se “uma câmera de vigilância poderá chamar uma viatura do Corpo de Bombeiros caso um ar-condicionado de uma sala de aula entre em curto-circuito”.

A presidenta do Sinteal, Consuelo Correia, em sua intervenção, cobrou que haja uma reunião ainda hoje, tendo em vista a gravidade da medida baixada pela Secretaria de Estado da Educação contra os/as profissionais vigias e contra o patrimônio público.

“Quando o governador de Alagoas anuncia que está solidário à greve dos jornalistas, que estão corretamente lutando contra o rebaixamento de seus salários como quer os patrões, entendemos a atitude como correta. Mas o governador, por outro lado, mostra a sua incoerência quando reduz, através da medida circular, os vencimentos dos vigias da rede pública de educação, mantendo sua visão e sua prática antitrabalhador, neoliberal e economicista”. disse Consuelo.

Segundo ela, “Sinteal e vigias precisam ser atendidos pela Seduc para expor a situação atual da categoria, inclusive o absurdo que é receber abaixo do salário mínimo, precisando haver complemento para não ir contra a Constituição. É muito bom ir às redes sociais para dizer que a Educação e Alagoas ‘vão muito bem, obrigado’, omitindo a dura realidade da falta de equipamentos, de condições de trabalho e de valorização salarial e profissional, enquanto essa valorosa categoria faz o impossível para coibir a violência e garantir a segurança dentro e no entorno das escolas da rede estadual”.

 (Sinteal, 01º/07/2019) 

About admin

Check Also

DECISÃO DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO – TST, GARANTE A REPRESENTAÇÃO SINDICAL DOS PROFESSORES DE CURUARU-PE, AO SINDUPROM-PE.

Com uma política de conciliação de classe e servindo como um transmissor dos interesses do ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

[googlee70e5ddcc567faf8.html]