Home / BRASIL / Mantido ritmo, Brasil vai atrasar em 30 anos meta de saneamento universal

Mantido ritmo, Brasil vai atrasar em 30 anos meta de saneamento universal

Serão, pelo menos, três décadas de atraso em relação à meta do Plano Nacional de Saneamento Básico, que previa que isso ocorresse até 2033. O cálculo é de entidades como o Trata Brasil e CNI

(Foto: Pnuma)

247 – Se manter o ritmo atual, serão, pelo menos, três décadas de atraso em relação à meta do Plano Nacional de Saneamento Básico, que previa que isso ocorresse até 2033. O cálculo é de entidades como o Trata Brasil e CNI. A reportagem é do jornal Folha de S.Paulo. 

“Em saneamento, estamos no século passado”, diz Roberval Tavares de Souza, presidente da Abes (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental). “Temos indicadores de terceiro mundo.”
O cenário se agrava com a disparidade entre regiões.

Enquanto no Norte o índice de acesso à rede de coleta de esgoto é de 10%, no Sudeste, é de 78,6%. O mesmo abismo é visto em relação ao abastecimento de água, o qual varia de 57,5%, na região Norte, a 91,2% na Sudeste.

Há ainda efeito da queda no volume de investimentos na área nos últimos anos. De 2014 a 2017, o valor passou de R$ 19,7 bilhões para R$ 9,2 bilhões. Os dados são do Ministério de Desenvolvimento Regional, e compreendem investimentos do governo federal e outros agentes em água, esgoto, drenagem urbana e resíduos sólidos.

About admin

Check Also

Lançado edital para autores do Pajeú

Foi lançado o 1º Edital de Publicação do Conselho Editorial do Pajeú. Em parceria com ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *